FÉRIAS DE VERÃO NA ANTÁRTIDA

Cada vez mais aventureiros estão vindo de todas as partes do mundo, durante a temporada de verão, de Novembro até final de Fevereiro, para o Ushuaia, na Argentina.

Lá, eles embarcam a bordo de barcos russos, construídos na Finlândia, da família dos quebra gelos com capacidade entre 47 a 122 passageiros no máximo, para passarem a maior aventura de suas vidas no Continente Branco. 

Os barcos zarpam do Ushuaia, Terra do Fogo, a cidade mais austral do mundo, atravessando o Canal de Beagle.

A travessia da Passagem do Drake possui 1000 Km, até chegar no começo das Ilhas Shetland, na Península da Antártida, levando 1 dia e meio de navegação. Enquanto isso, os naturalistas e professores a bordo que fazem parte do staff, dão aulas de biologia marinha, glaciologia, sobre os pinguins, aves marinhas, baleias, tudo que se irá encontrar na Antártida, ilustrando com slides.

A Antártida é o 5º maior continente, com uma altura 3 vezes superior ao resto do mundo. A Antártida é 1.4 vezes o tamanho dos USA e 1.3 vezes da Europa.Tem uma área de superfície de 14 milhões de Km2, que no inverno duplica de tamanho. É o continente dos extremos, o lugar mais frio da terra, mais ventoso e mais seco. Em 1983, na base científica Russa Vostock, foi registrada a temperatura mais fria do ano, -89ºC. Também tem os ventos katabaticos mais fortes de 320 Km p/hora. 

A Península Antártica, que é a parte mais perto da América do Sul, também é a parte mais quente da Antártida, onde a maioria das viagens turísticas são realizadas. 99% da Antártida é puro gelo, sendo que a média da espessura de gelo é de 2,7 Km, chegando a lugares com até 4 Km de gelo. 70% de toda a água doce está na Antártida. Se por alguma improvável razão degelar o gelo Antártico, o nível dos mares subiria entre 50 a 60 metros, com o consequente desaparecimento de cidades como Nova York, e o país da Holanda.

 

É o único continente onde o ser humano não habitou. Somente os pinguins vivem lá. A Antártida hoje é o continente para a paz e o uso da ciência. Não é permitido fazer nenhum tipo de exploração e tão pouco se pode usar armamentos nucleares. Também é o continente mais desconhecido e de mais difícil acesso. Operadoras de turismo Antártico fizeram um leasing dos quebra gelos Russos depois que o Comunismo caiu, reformando para o uso dos turistas. Hoje se pode chegar a este Continente Branco e experimentar de sua imensidão e a natureza mais prístina do mundo.

 

Navegávamos pelo Estreito de Gerlache, enquanto o sol brilhava nas montanhas cobertas de neve. Pela manhã descemos na Ilha Danco, onde se encontra um antigo refúgio Inglês. Subimos morro acima com muita neve e encontramos uma pinguinera de Papuas com seus filhotes. Todos os animais da Antártida nascem entre Novembro e começo de Dezembro, e celebrar o final do ano na Antártida, é a melhor época para ver todos os pares de pingüins com seus bebês. Existem ao redor de 300.000 pares destes pingüins. Eles são excelentes nadadores, podendo alcançar uma média de 25 Km.

À tarde, navegamos pelo Porto de Neko, por un canal de 11 Km da Baía Andvord, onde descemos no Continente Antártico. Esta baia foi descoberta pelo explorador Belga, Adrian de Gerlache nos anos de 1897-99, por sua expedição Antártica. O Porto tem o nome de Neko, que era um barco Norueguês, que operava na área entre os anos de 1911-12, e depois entre 1923-24, caçando baleias.

Assim que saímos desta Baía, fomos privilegiados com a vista de Baleias jubarte e minke, nadando perto do barco. O líder da expedição deu a oportunidade para todos descerem nos zodiacs e tentar se aproximar o mais que se podia desses gigantes do mar. O sol se estava pondo atrás das montanhas altas e cobertas de neve, fazendo assim um reflexo magnífico na água. Havia uma baleia amamentando seu filhote e podíamos ver as borbulhas da água. O mais lindo foi quando elas fizeram um show mostrando sua cauda, nesta natureza tão perfeita, silenciosa e que brilhava nas cores do gelo, montanhas, oceano e esses gigantes brincando na água. Estas imagens foram sem dúvida a experiência mais maravilhosa de passar as Férias de Verão na Antártida.

 

Nossa próxima parada foi a Ilha de Cuverville, a maior colônia de pinguins Papua que habitam na Península da Antártida, uma estimativa de 5000 pares.

A visita a Porto Lockroy é sempre uma obrigação, pois é o único lugar do continente, onde se pode mandar cartas para o resto do mundo com selo e carimbo da Antártida. Porto Lockroy era uma antiga base meteorológica Inglesa, que operou desde 1944 até 1962 e, agora nos últimos anos, foi renovada em Museu, e sempre durante o verão Austral, encontramos uns simpáticos Ingleses que vendem souvenirs.

Cruzamos pelo famoso Canal de Lemaire, que também é conhecido como a esquina Kodak da Antártida. Este canal é de apenas 11 Km entre a Península e a Ilha Booth. Sempre é um desafio navegar por estas águas geladas e cobertas de icebergs. Mas, como sempre, foi uma experiência fantástica passar por tanto gelo.

 

Do outro lado está a Ilha Petermann, normalmente o ponto mais ao sul que as viagens de 11/12 dias chegam na Península. Petermann também é a ilha onde se observa os pingüins Adelies, muito pequenos, como se estivessem usando um tuxedo preto e branco. Estes são os pinguins que vivem em todo o continente Antártico junto com os Imperadores, o maior pingüim do mundo.

O dia na Ilha Petermann estava tão ensolarado, que os cozinheiros resolveram servir o almoço fora, no deck. Que espetacular estar rodeado de altas montanhas cobertas de neve, icebergs por todo o lado, o sol brilhando, e nós, os privilegiados passageiros, almoçando no deck do barco, em meio a esta enorme e poderosa natureza. 

Entramos na Ilha Decepção, onde está o último vulcão que entrou em erupção na Antártida. Foi em 1970, e hoje é uma caldeira grande onde os turistas corajosos podem banhar-se. 

A Ilha Decepção é um paraíso para os geólogos. É a única ilha que está coberta por lava. Também foi uma das primeiras estações, onde os Noruegueses junto com os Chilenos começaram a caçar as baleias durante o verão Austral de 1888, matando uma média de 40.000 durante uma boa temporada. Hoje existem restos de tanques onde se queimavam as baleias para fazer óleo. É um lugar histórico, que nos mostra o quanto o ser humano já destruiu deste planeta.

Na Ilha de Levingston, no Hannah Point, é o point dos elefantes marinhos, onde ficam se coçando durante o verão, enquanto seu pelo muda. O macho pode chegar a medir 6 metros e pesar até 4500 Kg. Mesmo com todo esse tamanho, são animais mansos e muito divertidos de serem observados. São excelentes nadadores e, no inverno, passam a maioria do tempo de baixo d’água.

A Ilha Aitcho, uma de um grupo de ilhas pequenas, foi nossa última parada. Era tão pequeninha que deu para atravessar de um lado ao outro. Subimos a montanha para olhar a colônia de pinguins e sentir seu “perfume” pela última vez, e assim nos despedimos do Continente Branco.

Nos sentimos mais uma vez privilegiados de ter visitado a terra tão distante, onde começamos o novo ano em perfeita harmonia.

A Antártida está cada vez mais sendo procurada e a demanda é muito grande. Reservas devem ser feitas com muita antecipação. Quando o turismo Antártico começou em 1990, somente 3000 pessoas embarcaram durante a temporada de Novembro a final de Fevereiro. Esses números vêm crescendo a cada ano e, na temporada passada, mais de 30.000 pessoas embarcaram no Porto de Ushuaia para a Península da Antártida. 

 

Depoimentos de quem já foi

 

Veja Aqui

Conheça os Barcos das expedições

 

Veja Aqui

Não Fique com Dúvidas

A Zelfa com 20 anos de Experiência em Expedições Polares

Vai Fazer a sua  Viagem ser Inesquecível!

Veja mais Depoimentos

Monique Leoncavallo , USA

Ola Zelfa,

Um prazer te conhecer em Buenos Aires!

A viagem foi fantástica!!!! Tivemos muitíssima sorte com o tempo, muito sol e mar tranquilo. Fizemos muitas excursões e deu para ver muita fauna.

Grande aventura

Conhecer uma região tão remota e inóspita da Terra é mesmo um enorme privilégio!

Juliana S. SP

“Já estive em muitos lugares incríveis e tive a sorte de conhecer paisagens lindíssimas. Mas ao pisar na Antarctica e completar minha lista com visitas a 7 continentes, tive que rever meus parâmetros.

Fale com a Zelfa

Para falar conosco envie um e-mail para antartida@antartida.com.br aos cuidados de Zelfa, ou preencha o formulário para que possamos responder sua mensagem.

ATENÇÃO: Nosso prazo de resposta é de 24h, caso você não receba neste período, favor acessar sua pasta de spam, ou se preferir entre em contato através de nossos telefones:

Telefone Brasil : + 55.51. 3334.5479

Telefone Argentina : + 54.11. 4806.6326

 

Facebook