Zelfa & Gunnar

Zelfa e Gunnar, brasileiros e aventureiros polares, compartilham suas experiências de viagens à Antártida e ao Ártico.

Com nossas experiências de muitas viagens polares queremos levar aventureiros a experimentar a pura natureza do último continente ainda intocável pelo ser humano.

A Antártida é o continente dos extremos: o mais frio, mais seco e mais alto.

Vamos para a Antártida apenas no nosso verão Austral. Desde 1997 viajamos a bordo de poderosos quebra-gelos operados pela empresa pioneira no turismo da Antártida. E como passageiros depois de vários anos fomos abençoados com diversas expedições aos lugares mais belos e inóspitos de difícil acesso do nosso lindo planeta.

Fale Conosco

Vídeos

Entrevista ao Jornal Consumidor RS

Apresentação à Antártida

Um breve histórico de nossas expedições

Nossa primeira viagem partiu de Ushuaia, Terra do Fogo, na Argentina, a cidade localizada no mais extremo sul do planeta. A aventura foi a bordo do navio oceanográfico russo "Akademik Sergey Vavilov" à Península Antártida. A experiência foi maravilhosa, fantástica e impressionante; frio, calor, ventos gelados, calmaria, neve, icebergs de todos os tamanhos e cores, absolutamente uma mudança em nossas vidas.



Desde então começou nossa "Febre Antártida" e retornamos sempre.

No verão de 1997 estivemos abordo do super quebra-gelo russo "Kapitan Khlebnikov" de 25.000 hp, com o qual realizamos a primeira semi-circunavegação da Antártida. Foram 28 dias de adrenalina pura. Partimos das Malvinas fazendo inúmeras paradas em diferentes pontos da Península Antártida, visitando bases científicas e a Ilha Peter I, a segunda ilha mais remota do mundo.

De helicóptero, descemos sobre a barreira do gelo Ross. Visitamos as estações científicas McMurdo e Scott, além dos pontos históricos. Passamos pelas ilhas sub-AntártidasMacquarie onde se encontram milhares de pingüins Rei e nas ilhas Auckland onde vimos de perto os famosos albatrozes. Nossa fantástica viagem terminou na Nova Zelândia.
No verão Ártico, em julho de 1997, chegamos ao Pólo Norte a bordo do mais poderoso quebra-gelo nuclear do mundo, o "Sovetskiy Soyuz" de 75.000 hp. Partimos de Murmansk, na Sibéria quebrando o mar congelado do Ártico até chegarmos aos 90º Norte. Gunnar foi o primeiro brasileiro a mergulhar nas águas gélidas do Pólo Norte. Foi uma experiência única e inesquecível chegar ao topo do mundo onde, até hoje, pouquíssimas pessoas puderam chegar.


Em novembro de 1998, a bordo do aconchegante "Professor Multanovskiy", um barco de pesquisa científica transformado em barco de turismo polar, fizemos uma viagem inesquecível às ilhas Geórgias do Sul, seguindo os passos do famoso explorador Shackleton e visitando muitas colônias de Pingüins-Rei.

Também, a bordo do mesmo barco, no verão Ártico de 1999, realizamos a "Odisséia" da Groelândia. Visitando os pequenos povoados de Inuits (esquimós) e navegando pelos fantásticos Fiordes da Groelândia, cheio de baleias e focas do Ártico.


Foi uma alegria retornar ao "Vavilov", desta vez, para festejar a passagem do Milênio na Antártida. Terminamos o ano de 1999 com um belíssimo e emocionante espetáculo de baleias Jubarte ao redor do barco. Depois de um delicioso jantar regado com vinho, champagne francês e um animado baile no deck do navio, ancorado ao lado de um enorme iceberg, festejaram a entrada do ano novo.
Em novembro de 2000, a bordo do super quebra-gelo "Kapitan Dranitsyn" de 25.000 hp fizemos uma nova aventura de 20 dias às Malvinas, Geórgias do Sul e Península Antártida. Por estarmos a bordo deste super quebra-gelo tivemos a oportunidade de descer e caminhar no oceano congelado, a caminho das ilhas Orcadas. Foi mais uma viagem de muita emoção. Nosso sonho de conhecer os maiores pingüins foi realizado quando embarcamos em novembro de 2001 para a "Aventura do Pingüim Imperador" a bordo do "Dranitsyn".

Embarcamos nas Malvinas a caminho das Geórgias do Sul e fomos às ilhas Sandwich do Sul, um arquipélago com grandes vulcões e um dos lugares mais remotos da Terra.

Visitamos a estação científica alemã Neumayer e seguimos rumo à baía Atka para visitar a colônia dos pingüins Imperadores, no mar de Weddell. Conhecer os pingüins Imperadores foi nosso sonho desde que começamos nossa "Febre Antártida". Foi sem dúvida uma incrível emoção chegar tão perto desta ave que vive no mais extremo frio do planeta. De helicóptero, voamos a 1 km da colônia dos Imperadores para seguirmos a pé até o encontro dessas imponentes aves, que podem caminhar até 100 km sobre o gelo para chegar ao mar e alimentar-se.

Visitamos as ilhas Orcadas e Shetland do Sul. Cruzamos novamente a famosa Passagem do Drake, avistamos o Cabo de Hornos e desembarcamos no Ushuaia depois de 28 dias. A esta altura o Dranitsyn era como nossa casa. Foi um adeus difícil.

Fizemos amizades com aventureiros do mundo inteiro que ompartilharam conosco o mesmo sonho de conhecer as emoções do Continente Branco.
Gunnar embarcou em 26 de novembro de 2002, em Lyttleton, Nova Zelândia a bordo do super quebra-gelo Kapitan Khlebnikov para mais uma fascinante viagem ao Continente Branco. Foram 45 dias e 14.118 Km de adrenalina pura, quebrando gelo e voando de helicóptero para ver os enormes icebergs e as diferentes bases científicas.

Zelfa viajou das Ilhas Malvinas (Falklands) a bordo deste mesmo super quebra-gelo até a Nova Zelândia, em uma fascinante viagem de 28 dias. Entre as duas viagens, Gunnar e Zelfa navegaram 29.513 km completando 100% a Circunavegação da Antártida.
A Circunavegação da Antártida é a travessia mais fascinante ao lugar mais remoto da Terra! Somente 97 turistas fizeram até 2003 esta aventura e 9 deles completaram a circunavegação duas vezes.

A Antártida está se tornando um pólo para a aventura extrema. Pessoas do mundo inteiro chegam ao continente para caminhar no Pólo Sul, saltar de pára-quedas, escalar o Monte Vinson, mergulhar, remar em caiaques e correr a famosa maratona na Ilha King George.
Em Julho de 2003, Zelfa embarcou mais uma vez no super quebra-gelo Kapitan Khlebnikov para outra fabulosa aventura ao Ártico Siberiano. Visitando várias vilas onde vivem os Chukchi (esquimós siberianos) na Península de Chukotka localizada ao oeste do Estreito de Bering e o Alaska.

Na grande Ilha de Wrangel, ao norte da Sibéria, teve oportunidade de ver belugas, ursos polares, morsas, bois-almiscarados e milhares de pássaros migratórios.
Em 09 de Fevereiro de 2004, Zelfa e suas amigas, que moram em Buenos Aires, embarcaram a bordo do M/V Ushuaia para a Península da Antártida. Zelfa foi como observadora da IAATO (InternationalAssociationof Antarctica Tour Operators) do barco argentino.
De 09 a 15 de Dezembro 2004 Zelfa foi novamente a Antártida, desta vez cruzando a Passagem do Drake em apenas um pouco mais de 3 horas de avião.

Com grande emoção embarcou em Punta Arenas, Chile no avião Dash-7, operado pela DAP em conjunto com a operadora Antarctica XXI. Sobrevoando o Cabo de Hornos e avistando o começo do Continente Antártico, foi o início de mais uma imensa aventura. Desembarcar na base Chilena Eduardo Frei, colocar as botas de borracha e embarcar no barco russo com capacidade para 46 passageiros foi o começo da aventura que durou 5 dias incríveis na Península da Antártida, com descidas diárias nos zodiacs (botes infláveis). A combinação avião/barco por apenas 7 dias é excelente e as saídas são somente em Dezembro.

Este programa é uma inovação no turismo Antártico, mas temos que ter flexibilidade, pois o avião somente decola e aterrissa com tempo bom.
Gunnar embarcou mais uma vez no superquebra-gelo KapitanKhlebnikov no Ushuaia, Argentina em17 de Dezembro de 2004, para completar a Circunavegação do Continente Antártico. Ao desembarcar na Nova Zelândia, em 14 de Janeiro de 2005, Gunnar tornou-se o primeiro Brasileiro a concluir a Circunavegação da Antártica abaixo do Círculo Polar Antártico. Foram 27,500 Km, em 73 dias, quebrando muito gelo.

Um grande momento foi brindar com champagne em cima do famoso iceberg B15-A, isso sim foi um acontecimento fora do normal...poder caminhar na superfície deste monstruoso iceberg.
Em Dezembro de 2005 Zelfa voltou a Antártida, com minha amiga Carla e irmã Zoe. Tivemos um tempo maravilhoso de muito sol, excelentes descidas à terra. Chegamos à Ilha Peterman, o ponto mais ao sul da viagem, em 65º10'S 64º10'W.

O churrasco a bordo foi incrível, sem vento, sem nuvens, tudo calmo e brilhando. Viajamos a bordo do Akademik Shokalkskiy, de 48 passageiros. Uma experiência inesquecível!
9 a 21 de Outubro, 2006 - Gunnar e Zelfa embarcaram mais uma vez a bordo do quebra-geloKapitan Khlebnikov no Ushuaia.
Foi a primeira vez que foram para a Antártida tão cedo na temporada.

O objetivo principal da viagem foi visitar a colônia de Pingüins Imperadores ao sul da Ilha de Snow Hill, no Mar de Weddell.

Foi uma grande emoção ver os filhotes de Imperadores e a verdadeira Marcha dos Pingüins, como no filme, e experimentar a Antártida assim como é: com vento e frio de -25ºC.
A bordo do Clipper Adventurer, de 20 de Fevereiro a 1º de Março 2008, celebramos o aniversário do Gunnar na Antártida!
Foi uma inesquecível celebração e uma ótima oportunidade de estarmos novamente na Antártida no finalda temporada.

Adoramos o Clipper, lindíssimo barco!
De 20 a 24 de Setembro de 2008 embarcamos em Punta Arenas, Chile a bordo do Mares Australis. O objetivo da viagem era desembarcar no Cabo de Hornos, o ponto mais austral da América do Sul. Estava um dia lindíssimo de sol quando chegamos ao fim do mundo!

Ushuaia também com sol e as montanhas cobertas de neve! Felizes de termos chegado ao final da América do Sul, depois de tantas viagens a Antártida sem poder desembarcar no Cabo. Finalmente conseguimos ver a famosa estátua do Albatros!
Junho 2010, Zelfa e sua Irma Ana embarcaram em Longyerarbyen, Spitsbergen ao norte da Noruega por 11 dias no ártico para ver os ursos polares. Estávamos com um grupo de Brasileiros todos já viajados a Antartida e desta vez queriam experimentar o Ártico.

Vimos ursos polares, morsas, andamos de Kayaking que foi uma experiência única!
Janeiro, 2011 Voamos de Punta Arenas, Chile por 2 horas e desembarcamos na Base Chilena Frei. Embarcamos a bordo do Ocean Nova.

O clima estava fantástico, com muito sol. Fizemos 2 desembarques por dia e um Cruise de zodiac , pois foi tudo muito concentrado por ser uma viagem curta.

Vimos diversas baleias Jubarte. Viajamos com Antarctica XXI e pela primeira vez desembarcamos em Puerto Williams, IslaNavarino, para fazermos imigração antes de desembarcar no Ushuaia. Visitamos o Yacht Club mais austral do mundo, onde encontramos uma Bandeira do Brasil com a assinatura do nosso amigo Julio Fiadi... tomamos pisco-sour com mel, uma delícia!

Fizemos mais uma fantástica viagem e desta vez na companhia dos amigos Walter & Dagmar Gerdau.
Agosto 2012 Gunnar embarca a bordo do Akademik Ioffe na Groelandia para cruzar o Ártico Canadense e a famosa Northwest Passage ate Kugluktuk, onde toma o vôo charter ate Edmonton, Canada.
Dec 27, 2012 – JAN 14, 2013 Zelfa & Gunnar a bordo do Ocean Diamond no roteiro de 18 noites as Malvinas, Georgias do Sul e Peninsula da Antartida. Embarcamos no Ocean Diamond (189 passageiros para conhecer o novo barco.

Fizemos Kayaking na Antartida e foi fantastico!
Gunnar embarcou desta vez a bordo do Sea Spirit, barco luxo de apenas 112 passageiros, no porto de Buenos Aires Nov 3, 2013 para As Malvinas, Georgias do Sul e Peninsula. Foi uma viagem de 23 dias pelo mar do sul revendo estas paisagens tão especiais e remotas do nosso planeta.
Estávamos a bordo do Sea Explorer, operado por Polar Latitudes fizemos a viagem a Península de Nov 18-28, 2015 com um grupo de 8 Brasileiros.
Serviço excelente. Barco pequeno (114 passageiros), muito detalhe na atenção aos clientes, cuidado com todos os detalhes.

Tudo maravilhoso. Nessa época a Antartida esta branca de neve fresca. Lindo grupo de passageiros bem internacional.

O staff a bordo também internacional com muita experiência própria para repartir nos dias de navegação. Todos os participantes muito interessados em tudo relacionado com a Antartida.

Foi uma alegria voltar e conhecer esta nova empresa que esta se dedicando muito a manter grupos pequenos na Antartida.
Na próxima temporada este barco vem completamente renovado e com novo nome: Hebridean Sky.
Embarcamos em Edimburgo, Escócia 29 de Maio 2016 a bordo do Ocean Nova com um grupo de amigas todas ex viajantes polares para as Ilhas Sheltand e cruzar os fiordes da Noruega ate chegar a Spitsbergen onde fizemos vários desembarques e vimos ursos, morsas, puffins e muito historia do Ártico.

Desembarcamos em Longyearbyen o ultimo aeroporto antes de chegar no Polo Norte.

Veja Todos Depoimentos 

De Quem Já Foi Para Antártida

 

Veja Aqui

Veja Todos os Barcos das Expedições

 

Veja Aqui

Não Fique com Dúvidas

A Zelfa com 20 anos de Experiência em Expedições Polares

Vai Fazer a sua  Viagem ser Inesquecível!

Fale com a Zelfa

Para falar conosco envie um e-mail para antartida@antartida.com.br aos cuidados de Zelfa, ou preencha o formulário para que possamos responder sua mensagem.

ATENÇÃO: Nosso prazo de resposta é de 24h, caso você não receba neste período, favor acessar sua pasta de spam, ou se preferir entre em contato através de nossos telefones:

Telefone Brasil : + 55.51. 3334.5479

Telefone Argentina : + 54.11. 4806.6326

 

Facebook